Blog

A sede da sabedoria



Há muito tempo, os yogues hindus defendem a crença de que, no corpo humano, a sede da sabedoria reside no estômago. Além disso, eles seguem uma dieta vegetariana, acreditando que a sede da sabedoria não deve ser hiperestimulada por alimentos como a carne. Estudos mostraram que uma dieta rica em proteínas diminui os níveis de serotonina (baixos níveis de serotonina são encontrados em pessoas deprimidas) e, por outro lado, uma
dieta rica em carboidratos (dieta vegetariana) aumenta a serotonina. Isso demonstra a ligação entre a dieta e a saúde mental, constituindo mais uma evidência a favor do vegetarianismo. Falando em termos práticos, à medida que a pessoa começa a eliminar a carne de sua dieta, ela se sente mais enérgica, menos nervosa e menos pressionada.

Continue lendo “A sede da sabedoria” »

Desequilíbrios mentais



Muitos desequilíbrios mentais também são bastante fáceis de serem detectados em poucos minutos, tomando como base o aspecto exterior, o comportamento e a conversação. Pessoas que sofrem de depressão grave tendem a permanecer encurvadas e parecerem tristes; falam de forma mansa, lenta e monótona; depreciam as próprias vidas e perspectivas. As pessoas esquizofrênicas tendem a estar sujas, desarrumadas e vestidas com demasiadas camadas de roupas; apresentam modos de andar e maneirismos esquisitos; a fala, às vezes, é incoerente, desconexa e delirante. Outros indícios facilmente observáveis caracterizam pessoas que sofrem de distúrbios de ansiedade, transtornos obsessivo-compulsivos, autismo, anorexia, narcolepsia e a maior parte dos distúrbios de personalidade. Continue lendo “Desequilíbrios mentais” »

A Auto crueldade

A Auto crueldade

De todas as violências que sofremos, as que cometemos com mais frequência são as que cometemos contra nós mesmos.

Nessa violência, esta crueldade, não se derrama sangue, mas se derrama dor e com isso se constroem paredes, e atitudes limites que passam a nos sufocar por dentro. Continue lendo “A Auto crueldade” »

O Exame do Ego



Observe aquilo com que você mais se identifica na vida — se com a sua ocupação, com a família, os amigos, a propriedade, os país, a religião e assim por diante. Atente para a identificação que você tem com o seu corpo, com os seus sentidos, com as suas emoções, opiniões e idéias. Pondere sobre as coisas que você mais tem medo de perder, e acerca daquilo que você mais se esforça por obter: prazer, riquezas, poder, nome, fama e coisas desse tipo. Imagine que você está à morte e que precisa se desfazer de tudo. Observe como isso pode ser difícil, e descubra o que mais faz com que você continue apegado a este mundo. Continue lendo “O Exame do Ego” »